Um Natal em quatro atos - Ato 2: Gratidão.


“Naqueles dias, Maria preparou-se e foi depressa para a uma cidade da região montanhosa da Judéia, onde entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o bebê agitou-se em seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo” Lucas 1:39-41


Esse encontro é impactante, trata-se de um culto onde os celebrantes são instrumentos da intervenção divina. Elas não sabem do que realmente se trata o plano de Deus, mas estão gratas e felizes por participar dele.

Nós temos uma noção do que se trata o plano de Deus no que se refere à salvação. Mas não temos muita noção no que se refere a vida de cada um de nós. Somente quem confia no amor de Deus pode celebrar o grande mistério que envolve nossa vida.

“Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Em alta voz exclamou: "Bendita é você entre as mulheres, e bendito é o filho que você dará à luz! Mas por que sou tão agraciada, a ponto de me visitar a mãe do meu Senhor? Logo que a sua saudação chegou aos meus ouvidos, o bebê que está em meu ventre agitou-se de alegria. Feliz é aquela que creu que se cumprirá aquilo que o Senhor lhe disse! " Lucas 1:41-45

Cheia do Espírito Santo a boca de Isabel torna-se boca de Deus. E ela reconhece que o que está no ventre de Maria é o seu Senhor. Somente o Espirito Santo poderia lhe dar tal entendimento.

O mistério da encarnação só será compreendido por um esclarecimento do Espírito Santo, por isso o Natal não tem o real significado entre os incrédulos, falta-lhes a verdade revelada pelo Espírito Santo de Deus.

Pelo que você é grato?

Alguém pode ser grato por algo que não vê? Alguém pode até ser grato por esperar alguma coisa que lhe foi prometida, mas por algo que não imagina o que seja, é meio absurdo.

Maria era grata pelo que não via e nem imaginava. Tudo que ela tinha como referência para a sua gratidão era uma gravidez de risco que era fruto de uma ação milagrosa.

Às vezes você acorda e vê tantos problemas a serem enfrentados que desanima, seu senso de gratidão fica em um nível baixíssimo.

Isso só acontece por um motivo, você está preso às circunstâncias, elas te impedem de ver algo pelo qual ser grato, mas não necessariamente precisamos ser gratos pelo que vemos, podemos ser gratos pelo que estamos experimentando.

Maria está experimentando toda a tensão de uma gravidez de risco (ela podia ser apedrejada se descoberta). Mas ela decide ser grata porque Deus a escolhera para participar de uma ação divina na terra. “Então disse Maria: "Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador” Lucas 1:46,47

Maria está extasiada de alegria, todo o seu ser quer louvar ao seu Senhor. 

Maria sente-se fazendo parte de algo grandioso que está prestes a acontecer.

Como você se sente sendo parte disso também? Sendo parte do processo de salvação do mundo?

Maria aponta para o porquê de sua gratidão e isso nos ajuda a sermos tão gratos quanto ela:

Você pode ser uma pessoa grata simplesmente porque Deus olhou para você “Atentou para a humildade de sua serva” (V.48)

O que chama a atenção de Deus? A humildade. Palavras de Jesus: “Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado". Lucas 18:14

“Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes”. 1 Coríntios 1:27

“Bem aventurados os pobres de Espírito, deles é o reino de Deus”. Mateus 5.2

Humildade verdadeira é reconhecer quem somos diante de Deus e quem devemos ser a partir disso para os outros.

Você pode ser grato porque a misericórdia do Senhor “estende-se aos que o temem, de geração em geração.” Lucas 1:50 Deus cuidará de você por toda a vida.

Deus cuida do seu povo, será misericordioso para conosco enquanto houver mundo. “Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis.” Lamentações 3:22

Você pode ser grato porque Deus acolhe os miseráveis “Ele realizou poderosos feitos com seu braço; dispersou os que são soberbos no mais íntimo do coração.” Lucas 1:51

O coração soberbo não recebe da misericórdia e graça divina. Não porque Deus não lhe queira lhe dar, mas porque ele não acha que necessite dessa misericórdia.

Você pode ser grato porque Deus é o Senhor da história “Derrubou governantes dos seus tronos, mas exaltou os humildes.” Lucas 1:52

Deus é o Senhor da história, nenhum governo déspota suportou o juízo de Deus em terra.

Você pode ser grato porque com Deus nada nos faltará “Encheu de coisas boas os famintos, mas despediu de mãos vazias os ricos.” Lucas 1:53

Deus deseja suprir a necessidade dos carentes através do seu povo.
Você pode ser grato porque Deus não nos esquece “Ajudou a seu servo Israel, lembrando-se da sua misericórdia para com Abraão e seus descendentes para sempre, como dissera aos nossos antepassados". Lucas 1:54,55


Share on Google Plus

Sobre Eduardo Cruz

Não sou bem um escritor, sou um pastor que escreve.

0 comentários:

Postar um comentário